quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Grito


(Beto Takai)

Essa canção
Com gosto de água de pote
Que expulsa os demônios,
Reúne os amigos,
Coloca para ninar,
Fala de amor.
Que faz história,
Marca a alma,
Cicatriza o coração.
Ilude e quer ser iludida
Informa aos viajantes
O regresso de um alguém jogado no cais.
A lua é tão linda
Me perco na sua luz...
Essa noite não vai terminar
Enquanto meu violão produzir
Suas notas arranhadas
E minha voz rouca e firme
Puder esbravejar!

3 comentários:

Aline Mayfair disse...

motivante!
a vida tá aí né!
abraço, friend

Brennon Bernardo disse...

Belissimo texto...
Parabens!

wyllamy disse...

Kara estou besta! adorei, adorei mesmo.. você tá de parabes.. abraço..