quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Quem vai me libertar?


(Beto Takai)

Estava na profecia roubada
De um livro místico qualquer
Que aquele olhar,
Iluminado pelo branco da lua
Ia volta-se como um raio
Direto no centro do coração
Que sozinho bate sem sentido.
O eco repetia-se a todo momento...
E aquelas palavras
Não saiam da minha cabeça
Seria mais uma mentira?
Uma fatal ilusão?
Não sei se ainda tenho forças
Para lutar por um amor
Mas encontro esperanças
Quando sou tocado
Por aquele calor
Que estremece minhas mãos
Acalera os batimentos
E me faz alguns instantes
Mais feliz!

Um comentário:

Aline Mayfair disse...

ahuahuahuahuahu

lá vem ele...

mas tá bunitin viu!

xD

abraçoooo