domingo, 2 de agosto de 2009

Espetáculo 4 em 1!



11,12 e 13 de agosto de 2009, CCBNB Cariri, 19h

14 de agosto de 2009, Crato, 19h

15 de agosto de 2009, Nova Olinda

Espetáculo

4 em 1

Um velório... Uma casa fechada... Uma menina e sua boneca... Mãe e filha... Quatro imagens que se repetem e se entrecruzam dentro de um mesmo espetáculo que, como num quadrado, mostra quatro faces distintas do universo feminino, marcado sempre pela morte à espreita em oposição ao desejo de liberdade. 4 em 1, ou melhor, quatro experimentações cênicas em um espetáculo, é o resultado do encontro artístico entre quatro dramaturgos cearenses sob a ótica de outros quatro alunos-diretores, para uma cena reunindo 18 alunos-atores.


1º quadro:

O HÓSPEDE

Retrata a vida de uma nobre família desestruturada a partir da presença de um determinado hóspede. Um homem capaz de despertar o amor e o desejo de liberdade que confluirá para o romper de portas da casa que mais se assemelha a uma prisão.

Texto: Ueliton Rocon

Direção Joylson Jonh Kandahar

Elenco: Erismar Alves (Alberto), Jackeline Dantas (Dolores), Kelliane Eskthyny (Ifigênia), Maria Daguia (Albânia) e Roszlly Lopes (Bernarda)


2º quadro:

A CASA FECHADA

Numa cidadezinha do interior um episódio misterioso mobiliza os seus diversos moradores. Pouco se sabe e muito se especula sobre o que teria acontecido na casa que passara o dia inteiro fechada.

Texto: Wilson Barros

Direção: Luciano Oliveira

Elenco: Aédra Dessiré (Ritoca/Mª das Dores), Fábio Guimarães (Geraldino) e Socorro Brito (Dona Sinfonia).


3º quadro:

ABRIL

Em meio a uma chuva torrencial, uma árvore serve de abrigo a uma menina e sua boneca. O desejo de não estar só faz com que imaginação e realidade se interceptem nessa história que fala de vida, encontros, perdas e desilusões.

Texto: Rafael Ary

Direção: Virgínia Mirtys

Elenco: Alana Morais (Plínia) e Elizzieldon Dantas (Banto)


4º quadro:

ARMADILHAS

Vida e arte se relacionam neste entrecho em que o amor é armadilha. Armadilha que prende e que também pode ser sinônimo de liberdade. Um universo marcado pela forte presença de mães e mulheres que amam, sofrem e lutam por melhores dias.

Contos Mentira de amor e Cícera Candóia de Ronaldo Correia de Brito

Adaptação: Diógenes Maciel

Direção: Edceu Barboza

Elenco: Adriano Brito (Sebastião Quinzim), Amélia Costa (Delmira), Arlet Almeida (Cícera Candóia), Beto Takai (Apresentador/Narrador), Carla Prata (D. Antonia), Edvânia Martins (Filha 1), Fernanda Duarte (Filha 2) e Nilson Matos (Juvêncio).


FICHA TÉCNICA GERAL

Participação Especial: Edmilson Soares

Figurinos (concepção): Yuri Yamamoto

Figurinos (confecção): Fátima Soares, Helena de Assis e Tônya Bezerra

Iluminação: Fabiano Diniz

Maquiagem: Williams Muniz

Orientação de montagem: Duílio Cunha

Equipe de produção: Aédra Dessiré, Adriano Brito, Alana Morais, Arlet Almeida, Carla Prata, Edmilson Soares, Fernanda Duarte, Kelliane Eskthyny, Maria Daguia e Socorro Brito.

Coordenação de Produção: Rita Cidade

3 comentários:

Dani disse...

Muito ansiosa pra ver esse espetáculo! *o*
Que por sinal já me deixou envolvida com esse breve resumo exposto no blog.

Xêro. :**

Phelipe Keoma disse...

assistir-lo-ei
=**

Dani disse...

Espetáculo maravilhoso!
Muito bem produzido, adorei ter assistido!!!

=**